quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Como Treinar o Seu Puffle #6 - Resgate Inseguro

Olá pinguins! Anteriormente, em Como Treinar o Seu Puffle, os pinguins vikings ficaram completamente perdidos em uma ilha amedrontadora, em busca de seus puffles dragões. E, além de tentar encontrá-los, eles enfrentaram um desafiante muito habilidoso, que agora está a procura deles. Como eles vão sair dessa? Confira a continuação de Como Treinar o Seu Puffle!



- Vamos, corram mais rápido! - grita Joaninha para seus amigos.
- Estou tentando! - responde Pedrox, ofegante. - Mas... puf, puf... já não consigo... respirar direito...
- Só mais um pouco e acho que já despistaremos ele - exclama Ask, acompanhando os amigos.
Após correr alguns metros, os pinguins vikings conseguem então despistar Pin, o Habilidoso, que estava os seguindo desde que eles se enfrentaram em frente à caverna.
- Ufa, acho que nós conseguimos! - exclama Loko.
- Será mesmo? - pergunta Joaninha. - Deem uma olhada e vejam se avistam alguém.
- Humm... - diz Pedrox, atento ao seu redor. - Acho que não há ninguém, mas está tudo tão escuro...
- Então vamos continuar atentos - acrescenta Ask. - E é provável que nossos puffles dragões percebam se alguém se aproximar da gente.
- Ok, mas pra onde a gente vai agora? - pergunta Plog, agitado. - Por que a gente não se manda logo deste lugar horrível???
- Não, não podemos fazer isso sem antes encontrar os puffles dragões de Loko e Pedrox - responde Ask. - Por mais perigoso que possa parecer, nós precisamos tentar resgatá-los. Essa é a nossa missão!
- Pessoal, por falar em puffles dragões, deem só uma olhada naquilo - exclama Garrifro, apontando para a encosta do morro.
Eles olham para baixo, e conseguem perceber alguns vikings carregando uma jaula; dentro dela há um puffle dragão. Em seguida, após algum esforço, os vikings levam a jaula com o puffle para dentro de uma caverna escura.
- Caramba! - exclama Ask, surpreso. - Muito bem observado, Garrifro! Parece que agora sabemos onde o Trovão e o Faísca estão.
- Será mesmo!? - pergunta Pedrox, subindo a voz. - Eu não vejo a hora de reencontrar meu puffle! Ele deve estar morrendo de saudades! ENTÃO VAMOS AO RESGATE, PESSOAL!!!
- Espere um pouco aí, Pedrox - exclama Loko, paciente. - Precisamos aguardar pelo momento certo para poder resgatá-los. Devemos esperar aqueles vikings saírem da caverna. Além disso, nós não sabemos se aquele local é vigiado ou não.
- O Loko está certo - diz Ask. - Não é seguro ir agora. Vamos aguardar um tempinho, e em seguida vamos até lá para ver se encontramos eles.
- Vocês viram só o tamanho daquela espécie de puffle dragão que eles estavam carregando? - pergunta Garrifro. - Era maior que os nossos puffles. Eu nunca vi nada parecido. Algo me diz que aquela espécie não faz parte do habitat de Ceperk...

Os pinguins aguardam pacientemente pelo momento certo para agir. Depois de alguns minutos de espera, os vikings que haviam entrado na caverna saem do lugar, e caminham para longe. Ask, Loko, Pedrox, Garrifro, Plog e Joaninha e os puffles dragões deles descem então o pequeno morro no qual estavam, e entram naquela caverna pouco iluminada.

- Eu sou o único que não consegue enxergar nada por aqui? - pergunta Garrifro.
- Provavelmente não - responde Loko. - Um pouco mais à frente daqui, há alguma brecha de luz. Vamos continuar caminhando nesta direção.
- Aqui, eu encontrei! - exclama Joaninha, que havia avançado o caminho.
- OS NOSSOS PUFFLES DRAGÕES? - pergunta Pedrox, subindo a voz.
- Os puffles não, cabeça de carneiro, eu encontrei uma tocha acesa! - responde Joaninha.
- Ah... - responde Pedrox.
- Não desanime, Pedrox - exclama Ask, olhando para ele. - Nós iremos encontrá-los, acho que estamos muito perto.
- É... Mais perto do que e-eu poderia imaginar - gagueja Pedrox, cuja vista alcançava algumas grades mais à frente da caverna. - VEJAM!!! Ali estão eles!!! O FAÍSCA E O TROVÃO! Nós conseguimos encontrá-los!!!
- Finalmente!!! - comemora Loko. - Graças a Thor que estão bem!
- É, eu não diria bem... afinal eles estão presos - observa Garrifro. - Mas pelo menos estão vivos.
- Certo, então vamos soltá-los! - exclama Ask.
Eles correm em direção aos puffles Trovão e Faísca, que estão atrás das grades. Rapidamente, tentam encontrar algum meio para abrir aquela estranha cela de prisão.
- ALGUM MACHADO, TALVEZ? - grita Pedrox.
- Não, Pedrox, também não há nenhum machado por aqui.
- Ah, mas que droga - exclama Pedrox. - Precisamos usar a cabeça!!!
- Pode ser a sua? - sugere Garrifro. - Eu empurro e você corre.
- Haha, engraçadinho - retruca Pedrox. - Eu estava querendo dizer que precisamos pensar em alguma coisa para abrir a cela, mas aí, até que a sua ideia não é má...
- Pessoal, foco! - aponta Loko. - Temos que ser rápidos, a qualquer momento pode aparecer alguém por aí!
- Err, gente - exclama Ask.
- O quê? - perguntam.
- Olha, vocês podem se decepcionar, mas a chave da cela estava bem aqui o tempo todo - responde Ask, pegando uma chave que estava perto de uma tocha na parede da caverna.
- Viu só? Você é mesmo um filhote desmamado de iaque, Garrifro - diz Pedrox.
- Bem, não era eu que queria usar a cabeça para entortar uma grade de ferro... - ele retruca.
- Pronto galera, consegui abrir!!! - exclama Ask, libertando os dois puffles dragões.
- FAÍSCA!!!!! - exclama Pedrox, animado. - Vem cá me dar um abraço, amigão!!!
- Roooaannwwr! - ruge Faísca.
- Que bom que eu te encontrei! - diz Pedrox, com entusiasmo.
- Aí pessoal, deem só uma olhada nestas outras celas... - observa Garrifro.
Eles observam mais cinco celas, cada uma com um puffle dragão acorrentado. Todos eles parecem muito furiosos.
- Eita, caramba - exclama Ask. - Esta definitivamente é uma prisão de puffles dragões. Os vikings daqui devem manter em cativeiro todos os puffles dragões que encontrarem. Mas o que será que eles planejam fazer com eles?
- É, eu não faço ideia, o pessoal desta ilha é maluco - acrescenta Garrifro. - Uma pena a gente não poder libertar estes daí também, eles são muito selvagens.
- Bom, mas pelo menos é um alívio muito grande saber que Loko e eu reencontramos os nossos puffles dragões!!! - exclama Pedrox, sorrindo. - Não é mesmo, amigo?
- Roooar! - ruge Faísca, agora contente.
- Pessoal, a alegria é grande mas nós precisamos sair logo daqui - exclama Joaninha, preocupada.
- É, você tem razão - responde Loko, já com o Trovão ao seu lado. - Vamos nos mandar logo desta ilha, eu não vejo a hora de chegar em Ceperk.
- Ok, vamos nessa! - exclama Ask. - Para o litoral!!!

Agora que todos já estão reunidos, eles caminham então em direção à praia de onde vieram, a fim de embarcarem de volta à ilha de Ceperk. Mas, quando chegam no local, se deparam com uma desagradável surpresa.

- Vocês estão vendo ele por aí? - pergunta Ask.
- Negativo, Ask - responde Loko. - Não há nenhum sinal do nosso barco! É como se ele simplesmente tivesse sumido!
- Isso é um tremendo azar... - acrescenta Garrifro.
- Gente, na verdade ele não sumiu não... - aponta Pedrox, olhando para a água. - Vejam só isso.
- Essa não!!! - exclama Ask.



O barco está totalmente quebrado. A única coisa que resta dele são alguns pedaços de madeira flutuando sob a água.

- Mas quem é que fez isso? - pergunta Garrifro. - Como nós vamos voltar para a ilha agora?
- Eu não faço ideia - responde Loko.
- Acho que tenho um palpite de quem possa ter feito isso... - responde Ask. - Deve ter sido aquele caçador de puffles dragões, chamado Pin. Ele era o único que sabia que nós estávamos nesta ilha. Agora provavelmente muito mais guerreiros devem saber.
- Isso é muito ruim - exclama Loko. - Sem o nosso barco nós estamos perdidos!
- Muito ruim? - diz Pedrox. - Eu diria que nós estamos fritos! Condenados a esta ilha horrível. NÓS VAMOS MORRER!
- Calma, Pedrox - sugere Ask. - É importante que todos nós mantenhamos a calma. Ficar apavorado não irá ajudar em nada. Olha, nós precisamos encontrar algum outro jeito de sair deste lugar. Talvez arrumar um novo barco.
- Como? - pergunta Plog. - Tentar tomar o navio dos vikings daqui e correr o risco de sermos mortos? Brilhante ideia.
- Não - responde Ask. - Estou falando de construirmos o nosso próprio barco.
- Eu não sei construir barcos, eu só trabalhei em lavouras - exclama Loko.
- Não pode ser tão difícil assim - responde Ask. - Nós só precisamos de madeira, cordas, folhas de palmeira e gravetos resistentes.
- Tá legal - diz Loko, confiante. - Bom, mas não vamos encontrar nada disso por aqui. Só há rochas e areia. Vamos ter que ir para a floresta.
- Então vamos, não temos tempo a perder - exclama Ask, apontando para a trilha.

Já é tarde, e todos estão bem cansados, mas, mesmo assim, não perdem a esperança. Eles partem novamente em direção à floresta, desta vez em busca do material necessário para a construção do barco.

- Hum, acho que este tronco é bem forte - diz Ask. - O que acha dele, amigão?
- Rooaar - ruge Raio.
- Um tronco só não é o bastante, acho que vamos precisar encontrar mais uns vinte iguais a este - explica Garrifro.
- Está certo - concorda Ask. - Mas juntos nós podemos conseguir.
- Oaaaaahhh... - boceja Pedrox. - Eu não sei quanto a vocês, mas eu estou morrendo de sono... Acho que vamos ter que dar uma parada, Ask.
- Bom... tudo bem, talvez possamos continuar amanhã bem cedo - ele responde. - Mas antes nós devemos encontrar um lugar seguro para passar a noite, longe de qualquer habitante daqui.
- Por mim está ótimo - afirma Garrifro. - O que eu mais quero é ter um sono bem relaxante.
- Ei, esperem um pouco - interrompe Ask. - Vocês estão ouvindo isso?
- Não... - responde Loko. - O quê é?

Não muito loge dali, está ocorrendo algum tipo de reunião entre guerreiros vikings, e é possível escutar seus gritos.

- Eu, como vosso líder guerreiro, ordeno que façam uma BUSCA pela ilha inteira amanhã cedo!!! - grita um viking robusto. - Nós precisamos encontrar esses "treinadores" de puffles dragões. Eles não podem sair desta ilha!!!
- Peres, o Poderoso, por que nós, guerreiros valentes, precisamos destes moleques afinal? - pergunta um guerreiro da frota.
- Eles são a nossa CHAVE para aprendermos a ter absoluto controle sobre os puffles dragões - ele responde. - Nós poderemos dominar TODO O ARQUIPÉLAGO VIKING, agora com grande poder de fogo! Eles são a nossa chave para a VITÓRIA!!!

Continua.



O que você achou do capítulo de hoje? Não se esqueça de deixar o seu bravo comentário viking! Até mais e... Pinguinando!