sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Analisando Festas #4 | Operação Crustáceo



Olá pinguins! Após tanto tempo, finalmente a EPF está de voltou a ser assunto no Club Penguin. Estamos presenciando a chamada Operação Crustáceo, e as missões finalizaram-se hoje. Mas afinal, será que a festa saiu como o esperado? Como em geral ela está sendo vista pelos jogadores? Descubra isso e muito mais na nossa análise. Continue sua leitura!

Decoração

É fácil perceber que a decoração desta operação foi muito mais resumida em comparação com as outras operações que tivemos. No total, a festa contou com apenas 6 salas decoradas. Um número muito baixo para um evento que é esperado há vários e vários meses. O Ancoradouro é basicamente a sala central da festa, disfarçado por um mini-mini evento. Tudo bem que as salas das operações em geral são mantidas em "segredo", e que não vemos pela ilha balões, enfeites e cartazes dizendo "A EPF é demais", mas a verdade é que a aparência da ilha não foi nem tocada. Não está de noite, nem nada do tipo.





Devemos perceber, no entanto, que a equipe fez um ótimo trabalho com as novas salas. A Área 501, por exemplo, possui vários detalhes bem elaborados que dão aquela sensação de sigilo e mistério, fazendo uma excelente referência à Área 51 da vida real, uma área militar restrita, localizada nos Estados Unidos. E o visual OVNI está muito bacana. Eu gostei muito da piscina cósmica. O Observatório é incrível, e até mesmo conta com hologramas de video-games antigos, provavelmente jogados pelos puffles alienígenas no tempo livre. E nem é preciso mencionar o enorme labirinto da Sala das Máquinas. Quanto a música e a trilha sonora, ela está excelente, e remete perfeitamente aos temas da EPF.

-1 ponto por poucas salas decoradas
+2 pontos pelas salas inéditas (Area 501, OVNI e labirinto) e pela trilha sonora

Conteúdo

Apesar do pré-enredo ter criado um grande expectativa nos jogadores, a operação ficou com o conteúdo deixando a desejar. Só pra termos uma ideia, os itens grátis de recompensa são planos de fundo, e o pior é que são todos parecidos; só a cor que muda. Fora isso, temos dois bons itens espaciais novos, de corpo e de cabeça, e quatro puffles totalmente novos. E vieram do espaço! Os puffles alienígenas são únicos, especiais. Isso é algo que deixou muita gente contente.




No que se refere às missões, elas estão aviltantemente simples. Operações são conhecidas por sua notável quantidade de missões e atividades, que se relacionam a uma série de fatores e acontecimentos que resultam em alguma trama específica. A Operação Crustáceo é muito diferente. Ela é composta por labirintos, apenas labirintos. Você encontra algumas chaves no escuro e finaliza o seu trabalho de consertar o OVNI. E fica por aí.

-1 ponto pelas poucas recompensas
+1 ponto pelos novos puffles
-1 ponto por só haver labirinto como missão

Considerações finais

Ao longo de alguns meses, fomos criando diversas expectativas quanto à temática alienígena e a tudo o que ela envolvia. A reforma no Sótão teve um importante papel nesse processo. Imagens misteriosas revelavam coisas a respeito de um possível OVNI. O mini-evento do Labirinto também despertou curiosidade quanto à nave espacial. Sem falar quando os pinguins começaram a ser abduzidos pela ilha. Isso foi um sucesso total. No entanto, é decepcionante saber que faltou uma história/enredo. O OVNI simplesmente decidiu pousar na ilha, e Herbert aleatoriamente foi lá e solicitou a ajuda da EPF, pois Klutzy havia sumido. Quando você segue as instruções do Cara do Foguete e começa a operação, Klutzy é então resgatado por Herbert (em questão de segundos) e os dois vão embora levando uma fonte de energia roubada da nave. A história acaba. Agora tudo o que você precisa fazer é salvar o OVNI. E quando você faz isso, este é o desfecho:



Por que então chama-se Operação Crustáceo? Praticamente não tem nada a ver com crustáceo. Não seria mais apropriado chamar de Operação OVNI? Além disso, quando você acaba sua missão, é provável que você pense "É só isso?". Faltou um encerramento épico, algo que mostre o real valor da Elite Penguin Force. Bom, mas não devemos nos precipitar, afinal, é provável que tenhamos ainda mais coisas a presenciar. Relata-se que talvez seja a partir desta operação que a EPF dará o primeiro passo como uma agência planetária, iniciando a história e fatores que contribuirão para ela se tornar o Esquadrão de Pinguins do Futuro, a agência como a conhecemos durante a Festa do Futuro, em maio de 2014.

+2 pontos pelo excelente prenúncio
-1 ponto pela falta de enredo

Opinião dos leitores

125di Online
Eu achei boa a festa, mas me desapontei, porque tipo, está muito sem sentido. Você entra no jogo, aparece o Cara do Foguete e manda você ir lá e, tipo, fica nisso. E também eu não imaginava que eram os puffles alienígenas que controlavam a nave. A partir do momento que você adota um puffle alienígena, ele passa a ser meio que inútil. Você irá ser o dono dele. Como pode então ser um desses que controla uma nave, me diz??? Cadê os Alienígenas??? Sério, não esperava isso, mas é claro que por trás de tudo sempre tem o bendito app, que estraga tudo. Eu pelo menos nem ligo para o app, então por que colocar uma OPERAÇÃO no app? Uma operação não é qualquer coisa não, cara, a equipe está meio doida nesses tempos...

Bio Dynamo
Falando da festa... ela é boa? Sim! Mas poderia ser bem, bem, bem melhor. A história dela é legal? Não! Só que como muitos outros falaram, a festa não tem nada de inovador, além de um puffle alienígena de um olho só. Tudo bem que agora fazemos as missões uma por dia, mas elas são muito curtas, fáceis de serem concluídas. Deviam colocar uns puzzles, quebras-cabeças, tipo aqueles das antigas missões da ASP. Todo muito criou expectativas falsas pra essa operação, que nem chega aos dedos da Operação: Apagão, Puffle, e até da Molho Picante.

Bl4ck Boolt
A festa está um tanto 'rasa' pois na minha opinião poderia existir mais coisas, mas quem sabe seja apenas parte da 'história' da próxima operação onde Herbert usará o núcleo de energia?

Taco bolt
Resumindo, a festa está boa, mas podia ser bem melhor.

+1 ponto pela maioria das opiniões construtivas



A Operação Crustáceo foi razoável. Não foi tão boa quanto a sua antecessora, a Operação Puffle, e nem chegou aos pés da Operação Apagão. Devido à falta de conteúdo e enredo, esta operação aparenta ser semelhante a quase como que um mini-evento, como a Operação Molho Picante, por exemplo. No entanto, seu prenúncio foi impecável, e o lançamento das novas criaturinhas puffles foi surpreendente. Com esta primeira fase, esperemos agora uma possível NOVA fase, onde mais mistérios sobre os puffles alienígenas e os planos de Herbert serão revelados.

O que você achou da análise? Concorda com minha opinião? Não se esqueça de deixar os seus comentários! Até mais e... Pinguinando!