quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Animal Warriors #1 | A Lenda de Arliot

Olá! Sou Umbreon, o novo integrante da equipe do CPA! Primeiramente gostaria de agradecer aos adminstradores pela confiança que depositaram em mim. Estarei publicando minha própria série, intitulada Animal Warriors! E hoje, estou aqui para trazer para vocês o primeiro capítulo. Enfim, vamos começar. Para começar sua leitura, clique no botão abaixo!


Essa história se passa na vila Lit. É uma vila tranquila, onde eu, Umbreon, moro. Meus amigos e eu entramos para a história depois de mudar o mundo como os maiores guerreiros que já existiram. Mesmo depois de tudo isso, ainda lembro do terrível Incidente K10. Vou contar a história de como nós salvamos o mundo.

Soldado Arwon: CORRAM, CORRAM! ELES SÃO FORTES DEMAIS!

Soldado Rowan: ARWON, CUIDADO!

Foi uma cena terrível. Eu tinha apenas 10 anos. A pressão era enorme. Meu pai dizia ''Umbreon, corra!''. Minha mãe gritava. Meus amigos e a família deles vieram pra perto de nós. Eu abraçava meus amigos. Tremíamos de medo. Um goblin conseguiu chegar pra perto de nós, mas nossos pais conseguiram derrotá-lo.

 Lembro que a primeira vez que eu usei uma arma foi nessa noite. O meu pai disse ''Umbreon, pegue minha espada!''. Eu corri até a espada, tirei-a da bainha e antes que eu pudesse entregá-la para meu pai, eu dei uma estocada em um goblin que chegava próximo de nós. Meu pai não teve tempo para me dar uma bronca. Pegou a espada e foi ajudar no combate, e voltou vivo.

Depois que o último monstro foi derrotado, o dragão Renek, como de costume, deu um pequeno rugido simbolizando que o dia amanheceu. Ele vive na Grande Árvore, uma árvore gigante onde as suas raízes servem como paredes para nossa vila.

Porém, várias casas foram queimadas, e algumas pessoas morreram. Felizmente, os soldados conseguiram defender a maioria da população.

Nem os anciões sabem o motivo da vila não ter sido totalmente destruída. Mas teve uma coisa que nos deixou intrigados...

O desaparecimento das três crianças.

Logan Pines, Anna Chase e Giovanna Linn Thomas, filhos do rei do fogo, da rainha da água e do príncipe do gelo, respectivamente.

Eles fugiram traumatizados pelo incidente. E nunca foram vistos mesmo depois de sete longos anos, o tempo exato que levou para a vila reconstruir as casas que foram queimadas, e enterrar devidamente os falecidos.

Sete Anos Depois...

Mãe: Querido, acorde! Hoje é um grande dia para você e seus amigos! Ser convocado pelos anciões é uma grande honra!

Umbreon: Já estou indo, mãe!

Saí correndo em disparada até á praça da vila, onde meus amigos me aguardavam.

Liza: Finalmente acordou, seu dorminhoco!

Como de costume, Liza me deu um tapa na cara como sempre faz quando me atraso para algo.

Davry: O Thor me derrubou enquanto a gente vinha para cá. Ele simplesmente me deu uma investida para que eu caísse da cama!

O tigre de Davry, Thor, soltou um pequeno rugido.

Davry: Não minta, Thor. Todos sabem que você gosta de fazer isso.

Loko: Hoje quebrei meus óculos novamente. Preferia lentes de contato.

Liza: Com uma pedra?

Loko: NÃO IMPORTA COMO EU QUEBREI, E SIM QUE EU QUEBREI!

Liza: Calma, calma, não seja tão cabeça dura!

Loko: AAAAARGH!

Todos: HAHAH!

Bom, depois de algum tempo, os anciões vieram até nós e nos guiaram até o Salão da Grande Árvore. Tivemos uma festa de despedida já que não íamos voltar pra Lit por algum tempo.

Após a festa, nós fomos levados até uma sala onde os seis anciões se encontravam.

Anciã Raven: Vocês cresceram muito, jovens. Creio que todos vocês não irão machucar inocentes se lhe dermos algo para se defenderem em sua busca.

Um dos anciões trouxe uma caixa com alguns objetos dentro.

Ancião Bart: Bom,aqui estão as armas que vocês usarão.

Havia duas katanas, um arco e algumas flechas, uma lança de duas pontas que parecia poder se estender, e uma marreta enorme.

Ancião Bart: Umbreon, as katanas serão suas. Quando estiver em perigo, não hesite em usá-las.

Anciã Raven: Liza, o arco é seu. Não se preocupe quando as flechas acabarem, elas sempre irão voltar para você.

Ancião Leon: Davry, pegue a lança. Ela está pequena para poder caber na caixa, mas ela pode se estender quando você quiser. Por favor tome cuidado para não eletrocutar seus amigos com as pontas.

Umbreon, pensando: (Estou feliz que se preocupe, ancião. Mas por favor, não dê idéias a ele...)

Ancião Tom: E por fim, Loko. Pegue a marreta. Consegue carregar?

Ele conseguiu pegar a marreta com uma mão só. Aquilo devia pesar uns 15 quilos. Creio que como ele escolheu o elemento Terra, tem mais habilidade com objetos pesados... Se a lenda for verdade, ele escolheu o ''Portão da Terra'' nas ''Terras do Aprendizado'' que as lendas falam...
Diz a lenda que ao completar 18 anos de vida, os jovens são transportados até as Terras do Aprendizado para melhorar suas habilidades, e depois passar pelo mesmo portão que escolheram quando nasceram... Mas isso nunca aconteceu com nenhum indivíduo conhecido em toda a Arliot.


Anciã Ramera: Agora iremos prosseguir com a direção que vocês devem tomar em sua busca.
Soubemos que em uma região central de Arliot há intensa atividade vulcânica, em uma região sul estão acontecendo vários inundamentos, e nas localizações a norte, um deserto de gelo está se formando. Soa familiar, não é? Os elementos que os três desaparecidos estavam aprendendo.

As asas de Liza tremeram um pouco.

Ancião Tom: Vocês precisam partir. Por favor, vão se despedir de suas famílias e arrumar suas coisas para partir.

Ao chegar em casa...

Mãe: ...

Umbreon: Não se preocupe, mãe! Eu ficarei bem!

Liza: Sim, senhora Nit! Não se preocupe, eu vou impedir o Umbreon de causar encrencas.

Olhei pra Liza com um olhar de ''Não fui eu quem bati as asas e derrubei 3 de meus melhores amigos no chão...'' e ela riu.

Mãe: Filho, leve estes amuletos, com eles, vocês poderão conversar comigo. Por favor, Umbreon, tome muito cuidado. Grande maioria do mundo lá fora é desconhecido, tirando as cidades vizinhas. Eu não posso perder um dos meus filhos. Liza, Davry e Loko, também se cuidem. Mesmo que não sejam meus filhos, eu ainda me importo com vocês.

Fui até o quarto de meu pai.

Pai: Meu filho finalmente vai sair em uma aventura. Como sua mãe disse, filho, tome cuidado. Você é um dos maiores tesouros que temos, você e seu irmão. Eu não poderia me imaginar passando pela dor de receber más notícias sobre você.

Dei um abraço prolongado em meu irmãozinho Lucas, peguei minha mochila, e as duas espadas que os anciões me deram. Arrumei tudo, fui até o mercado pegar a comida e suprimentos que os vendedores nos entregaram para nossa busca...

Depois me lembrei de uma coisa. Eu precisava visitar o Dragão Renek junto com meus amigos. Nós sempre ficamos encarregados de alimentá-lo. O domador de dragões nos deu a comida dele, e fomos pulando e escalando a árvore até chegar no galho onde ele descansava. Depois de alimentá-lo, ficamos algum tempo com ele olhando o sol nascendo. Depois nos despedimos dele e descemos da árvore. Como iríamos ficar fora, Lucas e seus amigos que iriam cuidar dele.

Pensei nas vantagens. Pelo menos não ia ter que olhar para a cara de Luro por algum tempo.

Luro é um garoto da minha classe. Ele é irritante, imaturo, extremamente difícil de conviver, e sempre tenta baixar a auto estima dos outros. Mas ele não deixa sua quedinha por Liza passar despercebida por todos, sempre flertando. Felizmente, Liza pensa o mesmo dele do que eu. Também gosto do fato de que Davry costuma dar um pequeno choque em Luro quando ele faz besteira. Saber que ele também não foi escolhido para procurar os desaparecidos me alivia. Mas meu lobo Jack odeia mais o puma de Luro, Bass, do que o próprio Luro.

Dei uma última olhada para trás, vendo que ia deixar minha pacífica vila pra explorar o mundo...
Mas eu não estava sozinho. Meus amigos estavam comigo, e eu acho que foi isso que me fez aceitar a proposta de ir buscar os desaparecidos. Todas as pessoas, os conhecidos, estavam acenando e dizendo ''Boa sorte!'' "Se cuidem!"...

Olhando para a frente, vendo tudo que iríamos passar...

Corri em direção à trilha, e me despedi de Lit.

Bom, e foi isso pelo primeiro capítulo. Por onde os adolescentes irão primeiro? Será que algum dia vão encontrar os três desaparecidos? Continue a acompanhar a série para descobrir! Vou ficando por aqui, até mais e ... Pinguinando!