quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Ilha do Club Penguin | Review #1

Olá, pinguins! Minha vontade de trazer o conteúdo do Club Penguin Island (e de jogar, também) para vocês venceu a minha consciência, e consegui alterar minha localização e obter acesso ao aplicativo! E já vou dizendo: está incrível, espetacular! Caso queiram receber alguns spoilers da missão inicial do jogo, continuem a leitura!


Inicialmente, começamos vendo o Migrator quase se transformando em Titanic, ao bater em um Iceberg e receber vários furos e começar a naufragar. Aí, Rockhopper nos pede para pedirmos ajuda à Tia Arctic, e fala para usarmos o canhão que está no navio para ir até ela.



Aí, após uma conversa com a Tia Arctic, precisamos procurar tábuas de madeira para concertar o Migrator: são três. E lá vamos nós!


Ao capturar uma das tábuas, resolvi experimentar, também, se é verdade que os não assinantes não podem usar o toboágua. A verdade é que não podem deslizar no toboágua, mas podem andar. E já fui andando em direção ao Migrator, para concertar os furos de água que o choque com o Iceberg causou.


Depois, Rockhopper nos dá uma britadeira, e concertamos os furos de água, e todos vivem felizes para sempre... Ou não, porque aí chega o momento de premiação, que é a própria britadeira e emojis, e adivinhem: é apenas para assinantes.


Um bônus: minha exploração no Migrator rendeu uma boa descoberta! Existe uma mola, e caso você suba nela, é jogada para a gávea! Muito legal!


E essas foram minhas primeiras experiências no Club Penguin Island! Querem que eu faça mais edições e mostre mais coisas? E o que acharam da missão inicial do jogo? Não se esqueçam de deixar um comentário! Até mais e... Pinguinando!