domingo, 23 de abril de 2017

Coluna do Gian #1 | Spike Hike em 3D - Parte 1

Olá, leitores! Hoje, começarei, aqui no blog, a minha coluna, que será postada às 18 horas de cada domingo. Espero que gostem das minhas opiniões, e saibam que sempre podemos conversar e debater nos comentários!

Mas enfim, as três primeiras edições da minha coluna serão a respeito de Spike Hike (o seu nome verdadeiro é Chrys Heatherly), o CEO mais polêmico da história do Club Penguin. 

Partiu dele o esforço relacionado a criação do jogo Ilha do Club Penguin, e, por isso, essa sequência de colunas foi nomeada de Spike Hike em 3D. O 3D significa, na verdade, TRÊS DIVISÕES - falarei sobre esse moderador dividindo sua participação na equipe em três partes, uma por coluna.



Nessa coluna, falarei sobre a primeira divisão, que é a MANUTENÇÃO. Como assim? Ao citar manutenção, quero retratar a administração do antigo CP pelo Spike - ele conseguiu fazer o CP continuar como um jogo em alta e adorado pelos usuários?

A resposta é não. Spike não conseguiu. Mas, desde o início, ele foi sonhador, e iniciou uma nova era no CP - começou pelo Club Penguin App, e depois para o #ProjectSuperSecret, que agora não é nada secreto...

Isso também causou um pouco de desfoque no jogo para desktop. Mas o que mais dificultou foi a quantidade de áreas que tinham que ser cuidadas - imaginem, teve momentos em que a equipe precisava atualizar o CP App, o CP desktop, trabalhar em novidades para os mesmos, e construir um novo jogo, o Ilha do Club Penguin.

Claro que não era toda uma equipe para tudo isso, haviam divisões - porém, mesmo assim, acho que faltou pessoas para trabalhar forte no CP antigo. Que, aos poucos, deixava de ser o principal, na medida em que o Ilha do Club Penguin era melhorado.

Para mim, ele não fez a manutenção ideal para o jogo antigo. O CP poderia chegar ao seu fim com melhor qualidade, mais usuários - que provavelmente seriam jogadores do ICP -, e mais diversão. Não foi assim. 2014, 2015 e 2016 foram anos que a qualidade das festas foi muito baixa (isso comparando com os grandes anos de 2011, 2012 e 2013).

Ultimamente, vejo muitas críticas porque, supostamente, Spike Hike, em sua gestão, esqueceu dos jogadores que não possuíam assinatura. Isso não é verdade. Em 2012, ano em que Billybob ainda administrava, o jogo era muito pior para os não assinantes.

Foi com Spike Hike que os não assinantes passaram a ter mais itens, acesso a todas as salas das festas... Não se esquecendo, é claro, que foi na gestão dele que os Desafios Ninjas de elementos especiais foram disponibilizados para todos os jogadores - antes só os assinantes podiam se tornar ninjas do fogo e ninjas da água. 

Para mim, a manutenção do antigo CP por Spike Hike merece a nota 5. A qualidade das festas baixou drasticamente, muitos jogadores saíram... De ponto extremamente positivo, vejo apenas que os não assinantes tiveram mais direitos.

Mas é importante lembrar que as pessoas crescem... Mesmo que o CP continuasse com o nível das festas em alta, os jogadores iriam sair. Há idades em que as pessoas simplesmente não se interessam mais em coisas destinadas ao público infantil. 

O auge do CP passou, surgiram outros jogos muito bons, como o Animal Jam (inclusive, o Animal Jam Play Wild é um grande concorrente do ICP)... Para continuar forte no mercado, o Club Penguin precisava se reinventar... 

Na próxima parte de Spike Hike em 3D, falarei sobre a segunda divisão - a PROJEÇÃO. Então, não se esqueçam: no próximo domingo, às 18 horas, vocês têm hora marcada aqui no CPA! Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário